Regras

Id. Status Categoria Grupo Mensagem Detalhes
xml:1 Crase à + substantivo masculino Não ocorre crase antes de palavras masculinas.
Mensagem longa:O sinal indicativo de crase indica que temos "a" + "a" expressos em um só "à". Somente ocorre crase quando há encontro de preposição "a" com artigo ou pronome demonstrativo "a"/"as". Portanto, não ocorre crase antes de palavras masculinas.
Exemplos:
    • incorreto: Refiro-me à trabalho remunerado.
    • correto: Refiro-me ao trabalho remunerado. Refiro-me a trabalho remunerado.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:2 Crase à + substativo masculino Não ocorre crase antes de palavras masculinas.
Mensagem longa:Não haverá crase antes de palavras masculinas. O sinal indicativo de crase indica que temos "a" + "a" expressos em um só "à". Somente ocorre crase quando há encontro de preposição "a" com artigo ou pronome demonstrativo "a"/"as".
Exemplos:
    • incorreto: Refiro-me à trabalhos remunerados.
    • correto: Refiro-me aos trabalhos remunerados. Refiro-me a trabalhos remunerados.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:3 Crase à + substativo feminino plural Não há crase neste caso, somente no plural ("às").
Mensagem longa:O sinal indicativo de crase indica que temos "a" + "a" expressos em um só "à". Somente ocorre crase quando há encontro de preposição "a" com artigo ou pronome demonstrativo "a"/"as".
Exemplos:
    • incorreto: Refiro-me à reuniões extraordinárias.
    • correto: Refiro-me às reuniões extraordinárias. Refiro-me a reuniões extraordinárias.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 1
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 0.5
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 0.6666666666666666 |
xml:4 Crase à + verbo Não acontece crase antes de verbo.
Mensagem longa:Não acontece crase antes de verbo. O sinal indicativo de crase indica que temos "a" + "a" expressos em um só "à". Somente ocorre crase quando há encontro de preposição "a" com artigo ou pronome demonstrativo "a"/"as" (antes de verbo não há artigo nem pronome demonstrativo "a" ou "as". O "a" antes de verbo será apenas preposição, portanto sem crase).
Exemplos:
    • incorreto: Fomos levados à crer.
    • correto: Fomos levados a crer.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:5 Crase a + indicador de horas Ocorre crase em expressões indicativas de horas.
Mensagem longa:Ocorre crase em expressões indicativas de horas.
Exemplos:
    • incorreto: A uma hora estaremos partindo.
    • correto: À uma hora estaremos partindo.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 1
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 0.5
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 0.6666666666666666 |
xml:6 Crase a + indicador de horas Ocorre crase em expressões indicativas de horas.
Mensagem longa:Ocorre crase em expressões indicativas de horas.
Exemplos:
    • incorreto: As duas horas estaremos partindo.
    • correto: Às duas horas estaremos partindo.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:7 Crase a + lado de Ocorre crase em expressões como esta.
Mensagem longa:Ocorre crase em expressões indicativas de modo, tempo, lugar etc.
Exemplos:
    • incorreto: Os ônibus estacionaram a direita do pátio.
    • correto: Os ônibus estacionaram à direita do pátio.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:8 Crase a + lado de Ocorre crase em expressões como esta.
Mensagem longa:Ocorre crase em expressões indicativas de modo, tempo, lugar etc.
Exemplos:
    • incorreto: Os ônibus estacionaram a esquerda do pátio.
    • correto: Os ônibus estacionaram à esquerda do pátio.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:9 Crase em relação a + substantivo feminino "Em relação" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:A expressão "em relação" rege a preposição "a". Se for seguida de substantivo feminino singular determinado, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Em relação a segurança dos menores.
    • correto: Em relação à segurança dos menores.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:10 Crase em relação a + substantivo feminino "Em relação" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:A expressão "em relação" rege a preposição "a". Se for seguida de substantivo feminino plural determinado, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Em relação as atividades programadas.
    • correto: Em relação às atividades programadas.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:11 Crase com relação a "Com relação" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:A expressão "com relação" rege a preposição "a". Se for seguida de substantivo feminino singular, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Com relação a segurança dos menores,
    • correto: Com relação à segurança dos menores,
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:12 Crase com relação a "Com relação" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:A expressão "com relação" rege a preposição "a". Se for seguida de substantivo feminino plural determinado, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Com relação as atividades programadas.
    • correto: Com relação às atividades programadas.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:13 Crase devido a "Devido" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:"Devido" rege a preposição "a". Se for seguido de substantivo feminino singular determinado, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Devido a cobrança injusta.
    • correto: Devido à cobrança injusta.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:14 Crase devido a "Devido" rege a preposição "a", logo há crase aqui.
Mensagem longa:"devido" rege a preposição "a". Se for seguido de substantivo feminino plural determinado, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Devido as cobranças injustas.
    • correto: Devido às cobranças injustas.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:15 Crase à + pronomes de tratamento Pronomes de tratamento não admitem artigo, logo não há crase aqui.
Mensagem longa:Pronomes de tratamento não admitem artigo, portanto não haverá crase antes deles. A única exceção é o pronome "senhora", que admite artigo e, se houver também preposição, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Enviei os documentos à você.
    • correto: Enviei os documentos a você.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:16 Crase à + pronomes de tratamento Pronomes de tratamento não admitem artigo, logo não há crase aqui.
Mensagem longa:Pronomes de tratamento não admitem artigo, portanto não haverá crase antes deles. A única exceção é o pronome "senhora", que admite artigo e, se houver também preposição, haverá crase.
Exemplos:
    • incorreto: Enviei os documentos à Vossa Excelência.
    • correto: Enviei os documentos a Vossa Excelência.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:17 Concordância adjetivo-substantivo substantivo + adjetivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Os casacos bonito ficaram prontos.
    • correto: Os casacos bonitos ficaram prontos.
    • incorreto: O casaco feios ficou pronto.
    • correto: O casaco feio ficou pronto.
    • incorreto: As faces rosada das crianças.
    • correto: As faces rosadas das crianças.
    • incorreto: A face rosadas da criança.
    • correto: A face rosada da criança.
    • incorreto: Os casacos bonito ficaram prontos.
    • correto: Os casacos bonitos ficaram prontos.
    • incorreto: O casaco feios ficou pronto.
    • correto: O casaco feio ficou pronto.
    • incorreto: As faces rosada das crianças.
    • correto: As faces rosadas das crianças.
    • incorreto: A face rosadas da criança.
    • correto: A face rosada da criança.
    • incorreto: Os casacos bonito ficaram prontos.
    • correto: Os casacos bonitos ficaram prontos.
    • incorreto: O casaco feios ficou pronto.
    • correto: O casaco feio ficou pronto.
    • incorreto: As faces rosada das crianças.
    • correto: As faces rosadas das crianças.
    • incorreto: A face rosadas da criança.
    • correto: A face rosada da criança.
    • incorreto: Os casacos bonito ficaram prontos.
    • correto: Os casacos bonitos ficaram prontos.
    • incorreto: O casaco feios ficou pronto.
    • correto: O casaco feio ficou pronto.
    • incorreto: As faces rosada das crianças.
    • correto: As faces rosadas das crianças.
    • incorreto: A face rosadas da criança.
    • correto: A face rosada da criança.
Estatísticas:
  • | VP: 4
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:18 Concordância adjetivo-substantivo substantivo + adjetivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: O casaco feios ficou pronto.
    • correto: O casaco feio ficou pronto.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:19 Concordância adjetivo-substantivo substantivo + adjetivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: As faces rosada das crianças.
    • correto: As faces rosadas das crianças.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:20 Concordância adjetivo-substantivo substantivo + adjetivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: A face rosadas da criança.
    • correto: A face rosada da criança.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:21 Concordância adjetivo-substantivo adjetivo + substantivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: O belo carros ficou pronto.
    • correto: O belo carro ficou pronto.
    • incorreto: Os belos carro ficaram prontos.
    • correto: Os belos carros ficaram prontos.
    • incorreto: As bonitas face das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: As bonita faces das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: O belo carros ficou pronto.
    • correto: O belo carro ficou pronto.
    • incorreto: Os belos carro ficaram prontos.
    • correto: Os belos carros ficaram prontos.
    • incorreto: As bonitas face das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: As bonita faces das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: O belo carros ficou pronto.
    • correto: O belo carro ficou pronto.
    • incorreto: Os belos carro ficaram prontos.
    • correto: Os belos carros ficaram prontos.
    • incorreto: As bonitas face das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: As bonita faces das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: O belo carros ficou pronto.
    • correto: O belo carro ficou pronto.
    • incorreto: Os belos carro ficaram prontos.
    • correto: Os belos carros ficaram prontos.
    • incorreto: As bonitas face das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
    • incorreto: As bonita faces das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
Estatísticas:
  • | VP: 4
  • | FP: 2
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 0.6666666666666666
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 0.8 |
xml:22 Concordância adjetivo-substantivo adjetivo + substantivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Os belos carro ficaram prontos.
    • correto: Os belos carros ficaram prontos.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 2
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:23 Concordância adjetivo-substantivo adjetivo + substantivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: As bonita faces das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:24 Concordância adjetivo-substantivo adjetivo + substantivo O adjetivo concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo concorda em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: As bonitas face das crianças.
    • correto: As bonitas faces das crianças.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 1
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:25 Em anexo em anexo A expressão "em anexo" é invariável.
Mensagem longa:A expressão "em anexo" é invariável.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem em anexos os documentos solicitados.
    • correto: Seguem em anexo os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:26 Em anexo em anexo A expressão "em anexo" é invariável.
Mensagem longa:A expressão "em anexo" é invariável.
Exemplos:
    • incorreto: Segue em anexa a carta de apresentação.
    • correto: Segue em anexo a carta de apresentação.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:27 Em anexo em anexo A expressão "em anexo" é invariável.
Mensagem longa:A expressão "em anexo" é invariável.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem em anexas as cartas de apresentação.
    • correto: Seguem em anexo as cartas de apresentação.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:28 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem anexos o documento solicitado.
    • correto: Seguem anexos os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:29 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem anexo os documentos solicitados.
    • correto: Seguem anexos os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:30 Em anexo anexo como adjetivo .
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem anexa as cartas de apresentação.
    • correto: Seguem anexas as cartas de apresentação.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:31 Em anexo anexo como adjetivo .
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem anexas os documentos solicitados.
    • correto: Seguem anexos os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:32 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Seguem anexas a carta de representação.
    • correto: Seguem anexas as cartas de representação.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:33 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Segue anexos o documento solicitado.
    • correto: Segue anexo o documento solicitado.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:34 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Segue anexo os documentos solicitados.
    • correto: Seguem anexos os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:35 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Segue anexa as cartas de apresentação.
    • correto: Seguem anexas as cartas de apresentação.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:36 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Segue anexas os documentos solicitados.
    • correto: Seguem anexos os documentos solicitados.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:37 Em anexo anexo como adjetivo O adjetivo "anexo" concorda com o substantivo a que se refere.
Mensagem longa:O adjetivo "anexo" é variável, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Segue anexas a carta de apresentação.
    • correto: Segue anexa a carta de apresentação.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 0
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:38 Uso de meio meio no sentido de "um pouco" A palavra "meio" usada no sentido de "um pouco" (advérbio) é invariável.
Mensagem longa:A palavra "meio" usada no sentido de "um pouco" é advérbio, portanto invariável. Exceção: meia/meias pode ser substantivo. Exemplo: Minhas meias azuis estão manchadas.
Exemplos:
    • incorreto: As conclusões estão meias confusas.
    • correto: As conclusões estão meio confusas.
    • incorreto: A conclusão está meia confusa.
    • correto: A conclusão está meio confusa.
    • incorreto: As conclusões estão meias confusas.
    • correto: As conclusões estão meio confusas.
    • incorreto: A conclusão está meia confusa.
    • correto: A conclusão está meio confusa.
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:39 Uso de meio meio no sentido de "um pouco" A palavra "meio" usada no sentido de "um pouco" (advérbio) é invariável.
Mensagem longa:A palavra "meio" usada no sentido de "um pouco" é advérbio, portanto invariável.
Exemplos:
    • incorreto: As dificuldades financeiras deixam papai e mamãe meios tristes.
    • correto: As dificuldades financeiras deixam papai e mamãe meio tristes.
    • incorreto: Os testes estão meios fracos.
    • correto: Os testes estão meio fracos.
    • incorreto: As dificuldades financeiras deixam papai e mamãe meios tristes.
    • correto: As dificuldades financeiras deixam papai e mamãe meio tristes.
    • incorreto: Os testes estão meios fracos.
    • correto: Os testes estão meio fracos.
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:40 Uso de meio meio como adjetivo "Meio" usado no sentido de "metade" (numeral) concorda com o substantivo.
Mensagem longa:A palavra "meio" usada no sentido de metade é adjetivo numeral fracionário, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: Consumiram apenas meio garrafa de vinho.
    • correto: Consumiram apenas meia garrafa de vinho.
    • incorreto: Compramos meio porção de queijo.
    • correto: Compramos meia porção de queijo.
    • incorreto: Consumiram apenas meio garrafa de vinho.
    • correto: Consumiram apenas meia garrafa de vinho.
    • incorreto: Compramos meio porção de queijo.
    • correto: Compramos meia porção de queijo.
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:41 Uso de meio meio como adjetivo "Meio" usado no sentido de "metade" (numeral) concorda com o substantivo.
Mensagem longa:A palavra "meio" usada no sentido de metade é adjetivo numeral fracionário, portanto concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
    • incorreto: São quinze meio litros de óleo.
    • correto: São quinze meios litros de óleo.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:42 Verbo fazer fazer indicando tempo "Fazer", quando indica tempo, deve permanecer no singular.
Mensagem longa:O verbo fazer, quando indica tempo, é impessoal e deve permanecer sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: Já fazem dias que não o vejo.
    • correto: Já faz dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará anos que eu não a verei.
    • incorreto: Já fazem dias que não o vejo.
    • correto: Já faz dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará anos que eu não a verei.
    • incorreto: Já fazem dias que não o vejo.
    • correto: Já faz dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará anos que eu não a verei.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:43 Verbo fazer fazer indicando tempo "Fazer", quando indica tempo, deve permanecer no singular.
Mensagem longa:O verbo fazer, quando indica tempo, é impessoal e deve permanecer sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: Já fazem três dias que não o vejo.
    • correto: Já faz três dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez duas semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão nove anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará nove anos que eu não a verei.
    • incorreto: Já fazem três dias que não o vejo.
    • correto: Já faz três dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez duas semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão nove anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará nove anos que eu não a verei.
    • incorreto: Já fazem três dias que não o vejo.
    • correto: Já faz três dias que não o vejo.
    • incorreto: Já fizeram duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já fez duas semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já farão nove anos que eu não a verei.
    • correto: Já fará nove anos que eu não a verei.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:44 Verbo fazer verbo auxiliar + fazer indicando tempo "Fazer", quando indica tempo, deve permanecer no singular.
Mensagem longa:O verbo fazer, quando indica tempo, é impessoal e deve permanecer sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: Já vão fazer três semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer três semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer seis semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer seis semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer duas semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já vão fazer três semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer três semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer seis semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer seis semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer duas semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já vão fazer três semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer três semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer seis semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer seis semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer duas semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer duas semanas que não o vejo.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:45 Verbo fazer verbo auxiliar + fazer indicando tempo "Fazer", quando indica tempo, deve permanecer no singular.
Mensagem longa:O verbo fazer, quando indica tempo, é impessoal e deve permanecer sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: Já vão fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já vão fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já vão fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já vai fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já iam fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já ia fazer semanas que não o vejo.
    • incorreto: Já podem fazer semanas que não o vejo.
    • correto: Já pode fazer semanas que não o vejo.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:46 Verbo haver haver + denotação de tempo Opte pelo verbo "haver", no singular, para indicar tempo decorrido.
Mensagem longa:Na escolha entre "a" e "há", sempre que indicar tempo decorrido opte por "há", que corresponde ao verbo haver, em forma impessoal, sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: A dez anos não nos vemos.
    • correto: Há dez anos não nos vemos.
    • incorreto: Suponho que a dez anos ocorreu um terremoto.
    • correto: Suponho que há dez anos ocorreu um terremoto.
    • incorreto: A dez anos não nos vemos.
    • correto: Há dez anos não nos vemos.
    • incorreto: Suponho que a dez anos ocorreu um terremoto.
    • correto: Suponho que há dez anos ocorreu um terremoto.
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:47 Verbo haver haver + denotação de tempo Opte pelo verbo "haver", no singular, para indicar tempo decorrido.
Mensagem longa:Na escolha entre "a" e "há", sempre que indicar tempo decorrido opte por "há", que corresponde ao verbo haver, em forma impessoal, sempre no singular.
Exemplos:
    • incorreto: A anos não nos vemos.
    • correto: Há anos não nos vemos.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:48 Verbo haver haver + denotação de tempo As formas do verbo "haver" ficam no singular quando indicam tempo decorrido.
Mensagem longa:As formas do verbo "haver" ficam no singular quando indicam tempo decorrido.
Exemplos:
    • incorreto: Haviam dois anos que nos vimos pela última vez.
    • correto: Havia dois anos que nos vimos pela última vez.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:49 Verbo haver haver + denotação de tempo As formas do verbo "haver" ficam no singular quando indicam tempo decorrido.
Mensagem longa:As formas do verbo "haver" ficam no singular quando indicam tempo decorrido.
Exemplos:
    • incorreto: Haviam anos que nos vimos pela última vez.
    • correto: Havia anos que nos vimos pela última vez.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:50 Verbo haver haver no sentido de existir "Haver" no sentido de existir é usado na 3a. pessoa do singular.
Mensagem longa:O verbo haver no sentido de existir é impessoal. Permanece sempre na terceira pessoa do singular.
Exemplos:
    • incorreto: Haviam ratos na cozinha.
    • correto: Havia ratos na cozinha.
    • incorreto: Haviam nuvens escuras no céu.
    • correto: Havia nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haverão ratos na cozinha.
    • correto: Haverá ratos na cozinha.
    • incorreto: Haverão nuvens escuras no céu.
    • correto: Haverá nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haviam ratos na cozinha.
    • correto: Havia ratos na cozinha.
    • incorreto: Haviam nuvens escuras no céu.
    • correto: Havia nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haverão ratos na cozinha.
    • correto: Haverá ratos na cozinha.
    • incorreto: Haverão nuvens escuras no céu.
    • correto: Haverá nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haviam ratos na cozinha.
    • correto: Havia ratos na cozinha.
    • incorreto: Haviam nuvens escuras no céu.
    • correto: Havia nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haverão ratos na cozinha.
    • correto: Haverá ratos na cozinha.
    • incorreto: Haverão nuvens escuras no céu.
    • correto: Haverá nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haviam ratos na cozinha.
    • correto: Havia ratos na cozinha.
    • incorreto: Haviam nuvens escuras no céu.
    • correto: Havia nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Haverão ratos na cozinha.
    • correto: Haverá ratos na cozinha.
    • incorreto: Haverão nuvens escuras no céu.
    • correto: Haverá nuvens escuras no céu.
Estatísticas:
  • | VP: 4
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:51 Verbo haver verbo auxiliar + haver no sentido de existir "Haver" (existir), precedido de verbo aux., é usado na 3a. do singular.
Mensagem longa:Verbo auxiliar + "haver" no sentido de existir é impessoal. Permanece sempre na terceira pessoa do singular.
Exemplos:
    • incorreto: Devem haver ratos na cozinha.
    • correto: Deve haver ratos na cozinha.
    • incorreto: Podem haver nuvens escuras no céu.
    • correto: Pode haver nuvens escuras no céu.
    • incorreto: Devem haver ratos na cozinha.
    • correto: Deve haver ratos na cozinha.
    • incorreto: Podem haver nuvens escuras no céu.
    • correto: Pode haver nuvens escuras no céu.
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:52 Emprego do mim e ti mim + verbo no infinitivo Use "eu" ao invés de "mim" como sujeito de verbo no infinitivo.
Mensagem longa:Se o pronome "mim" é sujeito do verbo no infinitivo, o pronome a ser usado é "eu".
Exemplos:
    • incorreto: Para mim estudar, silêncio é necessário.
    • correto: Para eu estudar, silêncio é necessário.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:53 Emprego do mim e ti eu regido por preposição O pronome "eu" não pode ser regido de preposição.
Mensagem longa:O pronome "eu" não pode ser regido de preposição. (Neste caso a preposição é "entre".)
Exemplos:
    • incorreto: Entre ele e eu só há discórdia.
    • correto: Entre ele e mim só há discórdia. Entre mim e ele só há discórdia.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:54 Emprego do mim e ti eu regido por preposição O pronome "eu" não pode ser regido de preposição.
Mensagem longa:O pronome "eu" não pode ser regido de preposição. (Neste caso a preposição é "entre".)
Exemplos:
    • incorreto: Entre eu e ele só há discórdia.
    • correto: Entre ele e mim só há discórdia. Entre mim e ele só há discórdia.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:55 Emprego do mim e ti eu regido por preposição O pronome "eu" não pode ser regido de preposição.
Mensagem longa:O pronome "eu" não pode ser regido de preposição. (Neste caso a preposição é "entre".)
Exemplos:
    • incorreto: Entre ele e tu só há discórdia.
    • correto: Entre ele e ti só há discórdia. Entre ti e ele só há discórdia.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:56 Emprego do mim e ti eu regido por preposição O pronome "eu" não pode ser regido de preposição.
Mensagem longa:O pronome "eu" não pode ser regido de preposição. (Neste caso a preposição é "entre".)
Exemplos:
    • incorreto: Entre tu e ele só há discórdia.
    • correto: Entre ele e ti só há discórdia. Entre ti e ele só há discórdia.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:57 Emprego de mau e mal uso de mau O contrário de "bem" é "mal", e o de "bom" é "mau".
Mensagem longa:Mau é adjetivo (o feminino é "má" e o plural é "maus") e mal é advérbio (forma invariável). Para distinguir o uso adequado de mal/mau, refaça a frase utilizando bem e bom. A forma equivalente a "bem" é "mal", e a forma equivalente a "bom" é "mau".
Exemplos:
    • incorreto: Não como carne mau passada.
    • correto: Não como carne mal passada.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:58 Emprego de mau e mal uso de mal O contrário de "bem" é "mal", e o de "bom" é "mau".
Mensagem longa:Mau é adjetivo (o feminino é "má" e o plural é "maus") e mal é advérbio (forma invariável). Para distinguir o uso adequado de mal/mau, refaça a frase utilizando bem e bom. A forma equivalente a "bem" é "mal", e a forma equivalente a "bom" é "mau".
Exemplos:
    • incorreto: Eu sou mal.
    • correto: Eu sou mau.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:59 Verbo preferir preferir + redundância "Preferir mais" é redundante. Suprima o "mais".
Mensagem longa:Suprima o "mais". O sentido de preferir é "querer mais". "Preferir mais" é redundante.
Exemplos:
    • incorreto: Eu prefiro mais comer no bandejão.
    • correto: Eu prefiro comer no bandejão.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:60 Verbo preferir regência do verbo preferir Não use "preferir isso do que aquilo", mas sim "a aquilo".
Mensagem longa:"Quem prefere, prefere alguma coisa a alguma coisa". Não se usa "do que". A preposição adequada é "a".
Exemplos:
    • incorreto: Eu prefiro festa do que balada.
    • correto: Eu prefiro festa a balada.
Estatísticas:
  • | VP: 1
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:61 Colocação pronominal palavras de sentido negativo + verbo + pronome oblíquo Palavras negativas atraem o pronome átono para antes do verbo.
Mensagem longa:As palavras de sentido negativo atraem o pronome átono para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Não meto-me no que não sou chamado.
    • correto: Não me meto no que não sou chamado.
    • incorreto: Nunca viu-te comendo carne.
    • correto: Nunca te viu comendo carne.
    • incorreto: Jamais ocorreu-nos tal idéia.
    • correto: Jamais nos ocorreu tal idéia.
    • incorreto: Jamais deixarei-lhes minha herança.
    • correto: Jamais lhes deixarei minha herança.
    • incorreto: Não meto-me no que não sou chamado.
    • correto: Não me meto no que não sou chamado.
    • incorreto: Nunca viu-te comendo carne.
    • correto: Nunca te viu comendo carne.
    • incorreto: Jamais ocorreu-nos tal idéia.
    • correto: Jamais nos ocorreu tal idéia.
    • incorreto: Jamais deixarei-lhes minha herança.
    • correto: Jamais lhes deixarei minha herança.
    • incorreto: Não meto-me no que não sou chamado.
    • correto: Não me meto no que não sou chamado.
    • incorreto: Nunca viu-te comendo carne.
    • correto: Nunca te viu comendo carne.
    • incorreto: Jamais ocorreu-nos tal idéia.
    • correto: Jamais nos ocorreu tal idéia.
    • incorreto: Jamais deixarei-lhes minha herança.
    • correto: Jamais lhes deixarei minha herança.
    • incorreto: Não meto-me no que não sou chamado.
    • correto: Não me meto no que não sou chamado.
    • incorreto: Nunca viu-te comendo carne.
    • correto: Nunca te viu comendo carne.
    • incorreto: Jamais ocorreu-nos tal idéia.
    • correto: Jamais nos ocorreu tal idéia.
    • incorreto: Jamais deixarei-lhes minha herança.
    • correto: Jamais lhes deixarei minha herança.
Estatísticas:
  • | VP: 4
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:62 Colocação pronominal palavras de sentido negativo + verbo + pronome oblíquo Palavras negativas atraem o pronome átono para antes do verbo.
Mensagem longa:As palavras de sentido negativo atraem o pronome átono para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Ninguém conhece-nos mais do que nós mesmos.
    • correto: Ninguém nos conhece mais do que nós mesmos.
    • incorreto: Nada impede-nos de continuar.
    • correto: Nada nos impede de continuar.
    • incorreto: Ninguém conhece-nos mais do que nós mesmos.
    • correto: Ninguém nos conhece mais do que nós mesmos.
    • incorreto: Nada impede-nos de continuar.
    • correto: Nada nos impede de continuar.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 2
  • | FN: 2 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:63 Colocação pronominal palavras de sentido negativo + substantivo + verbo + pronome oblíquo Palavras negativas atraem o pronome átono para antes do verbo.
Mensagem longa:As palavras de sentido negativo atraem o pronome átono para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Nenhum homem quer-lhe bem.
    • correto: Nenhum homem lhe quer bem.
    • incorreto: Nenhuma aventura atrai-te.
    • correto: Nenhuma aventura te atrai.
    • incorreto: Nenhuma idéia ocorreu-nos até então.
    • correto: Nenhuma idéia nos ocorreu até então.
    • incorreto: Nenhum homem quer-lhe bem.
    • correto: Nenhum homem lhe quer bem.
    • incorreto: Nenhuma aventura atrai-te.
    • correto: Nenhuma aventura te atrai.
    • incorreto: Nenhuma idéia ocorreu-nos até então.
    • correto: Nenhuma idéia nos ocorreu até então.
    • incorreto: Nenhum homem quer-lhe bem.
    • correto: Nenhum homem lhe quer bem.
    • incorreto: Nenhuma aventura atrai-te.
    • correto: Nenhuma aventura te atrai.
    • incorreto: Nenhuma idéia ocorreu-nos até então.
    • correto: Nenhuma idéia nos ocorreu até então.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:64 Colocação pronominal palavras de sentido negativo + substantivo + verbo + pronome oblíquo Palavras negativas atraem o pronome átono para antes do verbo.
Mensagem longa:As palavras de sentido negativo atraem o pronome átono para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Nenhum homem quer-nos bem.
    • correto: Nenhum homem nos quer bem.
    • incorreto: Nenhuma aventura atrai-nos.
    • correto: Nenhuma aventura nos atrai.
    • incorreto: Nenhum homem quer-nos bem.
    • correto: Nenhum homem nos quer bem.
    • incorreto: Nenhuma aventura atrai-nos.
    • correto: Nenhuma aventura nos atrai.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 2
  • | FN: 2 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:65 Colocação pronominal pronome relativo ou conjunção subordinativa + verbo + pronome oblíquo Pron. relativos e conj. subordinativas atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Os pronomes relativos e as conjunções subordinativas atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Briguei com ele porque falou-me que eu era incapaz.
    • correto: Briguei com ele porque me falou que eu era incapaz.
    • incorreto: Quem falou-te que eu era incapaz?
    • correto: Quem te falou que eu era incapaz?
    • incorreto: Quando move-se um dedo, consegue-se tudo.
    • correto: Quando se move um dedo, consegue-se tudo.
    • incorreto: Ele não sabe de nada porque foi-se embora mais cedo.
    • correto: Ele não sabe de nada porque se foi embora mais cedo.
    • incorreto: Briguei com ele porque falou-me que eu era incapaz.
    • correto: Briguei com ele porque me falou que eu era incapaz.
    • incorreto: Quem falou-te que eu era incapaz?
    • correto: Quem te falou que eu era incapaz?
    • incorreto: Quando move-se um dedo, consegue-se tudo.
    • correto: Quando se move um dedo, consegue-se tudo.
    • incorreto: Ele não sabe de nada porque foi-se embora mais cedo.
    • correto: Ele não sabe de nada porque se foi embora mais cedo.
    • incorreto: Briguei com ele porque falou-me que eu era incapaz.
    • correto: Briguei com ele porque me falou que eu era incapaz.
    • incorreto: Quem falou-te que eu era incapaz?
    • correto: Quem te falou que eu era incapaz?
    • incorreto: Quando move-se um dedo, consegue-se tudo.
    • correto: Quando se move um dedo, consegue-se tudo.
    • incorreto: Ele não sabe de nada porque foi-se embora mais cedo.
    • correto: Ele não sabe de nada porque se foi embora mais cedo.
    • incorreto: Briguei com ele porque falou-me que eu era incapaz.
    • correto: Briguei com ele porque me falou que eu era incapaz.
    • incorreto: Quem falou-te que eu era incapaz?
    • correto: Quem te falou que eu era incapaz?
    • incorreto: Quando move-se um dedo, consegue-se tudo.
    • correto: Quando se move um dedo, consegue-se tudo.
    • incorreto: Ele não sabe de nada porque foi-se embora mais cedo.
    • correto: Ele não sabe de nada porque se foi embora mais cedo.
Estatísticas:
  • | VP: 4
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:66 Colocação pronominal pronome relativo ou conjunção subordinativa + verbo + pronome oblíquo Pron. relativos e conj. subordinativas atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Os pronomes relativos e as conjunções subordinativas atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Quando virem-nos dirigir o carro, se fosse-nos permitido andar de carro, já que a lei que proíbe-nos de dirigir bêbado está em vigor. Quem impediu-nos de entrar o fez por não estarmos devidamente trajados. Porque compete-nos a excelência.
    • correto: ???
    • incorreto: Creio que
    • correto:
    • incorreto: Quando virem-nos dirigir o carro, se fosse-nos permitido andar de carro, já que a lei que proíbe-nos de dirigir bêbado está em vigor. Quem impediu-nos de entrar o fez por não estarmos devidamente trajados. Porque compete-nos a excelência.
    • correto: ???
    • incorreto: Creio que
    • correto:
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 4
  • | FN: 2 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:67 Colocação pronominal advérbio + verbo + pronome oblíquo Certos advérbios atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Certos advérbios (sempre, já, bem, aqui, onde, mais, talvez, ainda, como, por que) atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: O sol já põe-se e os soldados não retornaram.
    • correto: O sol já se põe e os soldados não retornaram.
    • incorreto: Um guia de ruas da cidade talvez ajude-te.
    • correto: Um guia de ruas da cidade talvez te ajude.
    • incorreto: Mais aprende-se com o exemplo.
    • correto: Mais se aprende com o exemplo.
    • incorreto: O sol já põe-se e os soldados não retornaram.
    • correto: O sol já se põe e os soldados não retornaram.
    • incorreto: Um guia de ruas da cidade talvez ajude-te.
    • correto: Um guia de ruas da cidade talvez te ajude.
    • incorreto: Mais aprende-se com o exemplo.
    • correto: Mais se aprende com o exemplo.
    • incorreto: O sol já põe-se e os soldados não retornaram.
    • correto: O sol já se põe e os soldados não retornaram.
    • incorreto: Um guia de ruas da cidade talvez ajude-te.
    • correto: Um guia de ruas da cidade talvez te ajude.
    • incorreto: Mais aprende-se com o exemplo.
    • correto: Mais se aprende com o exemplo.
Estatísticas:
  • | VP: 3
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:68 Colocação pronominal advérbio + verbo + pronome oblíquo Certos advérbios atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Certos advérbios (sempre, já, bem, aqui, onde, mais, talvez, ainda, como, por que) atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Sempre entendemos-nos bem. Já perguntou-nos o que fazer. Bem fez-nos não almoçar. Aqui faz-nos bem. O excesso de cautela talvez prejudique-nos. A lembrança ainda remete-nos ao passado. Como foi-nos ordenado, fizemos o serviço.
    • correto: Sempre nos entendemos bem. O sol já se põe e os soldados não retornaram. Um guia de ruas da cidade talvez te ajude. Mais se aprende com o exemplo.
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 6
  • | FN: 1 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |
xml:69 Colocação pronominal advérbio + verbo + pronome oblíquo Certos advérbios atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Certos advérbios (sempre, já, bem, aqui, onde, mais, talvez, ainda, como, por que) atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Por que a comida fez-te mal?
    • correto: Por que a comida te fez mal?
    • incorreto: Por que a comida fez-me mal?
    • correto: Por que a comida me fez mal?
    • incorreto: Por que a comida fez-te mal?
    • correto: Por que a comida te fez mal?
    • incorreto: Por que a comida fez-me mal?
    • correto: Por que a comida me fez mal?
Estatísticas:
  • | VP: 2
  • | FP: 0
  • | FN: 0 |
  • | Precisão: 1.0
  • | Cobertura: 1.0
  • | Medida F: 1.0 |
xml:70 Colocação pronominal advérbio + verbo + pronome oblíquo Certos advérbios atraem o pronome para antes do verbo.
Mensagem longa:Certos advérbios (sempre, já, bem, aqui, onde, mais, talvez, ainda, como, por que) atraem o pronome para antes do verbo.
Exemplos:
    • incorreto: Por que a comida fez-nos mal?
    • correto: Por que a comida nos fez mal?
    • incorreto: Por que o cachorro mordeu-nos a perna?
    • correto: Por que o cachorro nos mordeu a perna?
    • incorreto: Por que a comida fez-nos mal?
    • correto: Por que a comida nos fez mal?
    • incorreto: Por que o cachorro mordeu-nos a perna?
    • correto: Por que o cachorro nos mordeu a perna?
Estatísticas:
  • | VP: 0
  • | FP: 2
  • | FN: 2 |
  • | Precisão: 0.0
  • | Cobertura: 0.0
  • | Medida F: 0.0 |